Blog Archives

OCEC!

“É como quando se rasga um pedaço de papel em dois: por mais que se tente, a emenda nunca se encaixa exatamente de novo. É o que não se consegue ver, aqueles pedacinhos minúsculos que são perdidos ao rasga-lo, e sua ausência, que impedem que tudo fique completo novamente.” McLean Sweet.

O que aconteceu com o adeus

Sarah Dessen

Dois anos, quatro cidades diferentes. A vida de Mclean anda assim. Mclean não se importa com isso. Cada nova cidade é a oportunidade de mudar e de tentar ter outra persona. Cada local diferente traz uma oportunidade para ela se reinventar. A garota insolente e alegre. A rainha do drama. A menina disposta a agradar a todos. Desde o divórcio complicado dos pais, ela e o pai se mudam muito, deixando o passado infeliz para trás. Mas o que ocorre aqui em Lakeview, onde ela vem criando raízes,fazendo amigos e apenas tentando ser alguém que ela não é há muito tempo: ela mesma? Teria Dave algo a ver com isso? Ele é a pessoa mais sincera que a Mclean já conheceu. Mclean precisa de tempo, antes que esteja na hora de mudar-se novamente. Tempo para conhecer Dave de perto…ou para confirmar que perdeu a fé nos relacionamentos entre as pessoas.

Eu simplesmente AMOOO os livros da Sarah Dessen. Desde o primeiro que li, eu me encantei tanto com as tramas que ela cria, os personagens, com tudo. Então, eu admito que fazer resenhas de livros dela para mim, é algo difícil.

Falando em O que aconteceu com o adeus:

A protagonista McLean, é intensa. O livro se passa em torno da transformação dela em relação a vida dela depois do divórcio dos pais, um divórcio conturbado e que acabou se tornando público. Aquele momento do divórcio impactou ela de uma forma tão grande que ela entrou em uma crise interna que levou tempo para ser resolvida. Mas algumas coisas ficaram muito claras, como ela culpar a mãe pelo divórcio, por mostrar a ela que tudo o que ela sempre imaginou como uma família ‘perfeita’ não existia. Tudo dizia que McLean deveria ficar com a mãe, mas ela não queria nem podia, ela precisava estar com o pai. Deixa-lo era como deixar a uma parte de si, assim ela foi com ele, depois de uma batalha judicial muito drama, claro.

 O pai de McLean é um consultor para um investidor que compra restaurantes, assim em dois anos, McLean morou em quatro cidades. Ela não fica mais que seis meses em um lugar, nem se apega muito, e obviamente, deixou de acreditar em relacionamentos. Em cada cidade ela é um pessoa diferente, alguém que ela projeta e não tem furos. Assim, deixando para trás todo o passado, até chegar a Lakeview.

Ali ela não tem tempo de criar alguém, situação a levam e ela acaba sendo ela mesma. Nesta cidade McLean começa a lidar com tudo aquilo que ela fugia, as coisas passam a acontecer de forma a acrescentar ela em si, não uma personagem criada por ela. A maior diferença é que eles a conhecem por seu nome, é perto de Tyler a cidade onde ela sempre viveu, a cidade respira basquete, assim como a maioria de seus moradores. Ali o passado e presente de McLean se cruzam, e diversas coisas que ela antes considerava certas passam a ser questionadas, principalmente pela convivência com aqueles que se tornam seus amigos, Dave, Deb, Riley, Ellis e Heather. Porém as  pessoas que mais a levam a se questionar são, Dave, Deb e Riley.

Dave o carinha que a salva de uma baita encrenca logo que ela chega na cidade, e vai se tornando uma presença constante, não só por ser seu vizinho, mas por sua importância para ela. O conflito que McLean tem consigo mesma, durante boa parte do livro em relação a ele, são reflexos do seu passado, dos seus medos e também uma forma de se proteger. E também, aquele por quem ela percebe que vale a pena lutar, aquele que sempre estará presente, aquele que a fez abrir os olhos para as oportunidades. Deb e Riley são opostos, mas cada uma, a sua maneira ajudam McLean nessa transformação.

Os constantes desentendimentos com a mãe, e a fuga de McLean dela, também é algo que vai se transformando durante a trama, com o crescimento delas. Falo delas, pois não é só McLean que amadurece neste relacionamento Mãe-filha, pois no fundo as duas sempre quiseram a mesma coisa, porém a forma como cada uma tentava alcançar isto da outra geravam constates brigas.

O relacionamento de McLean com o pai é muito bonito, com uma cumplicidade tão grande. Os dois vivem um pelo outro, um é o alicerce do outro. Até que ambos amadurecem e passam a ter rumos diferentes, mas quando estão prontos para isto.

Outros personagens importantes são além dos citados; o padrasto e Opal. E todos eles, cada um de sua forma, sendo um ponto, uma linha, um pilar, nesta transformação nela. Super necessários e importantes mesmo que ela não perceba isto. Até o momento em que a barragem interna dela se rompe, dando inicio a uma nova fase. Esta nova fase é repleta novas oportunidades e de uma continuidade, fazendo com que McLean possa criar raízes, o que para ela é algo inesperado, mas muito bom.

“Lar não era uma casa montada, ou apenas uma cidade no mapa. Era qualquer lugar onde as pessoas que te amam estão, sempre que vocês estão juntos. Não um lugar, mas um momento e depois outro, construídos sobre o outro como tijolos para criar um abrigo sólido que você leva consigo a sua vida inteira, onde quer que esteja.” McLean

A trama em toda é linda, teve momentos em que realmente, me emocionei, trazendo uma certa umidade nos meus olhos. E o mais engraçado foi que uma personagem de outro livro (A caminho do verão), Heidi, aparece nesse unindo um pouco as histórias.

O nome do livro é algo a parte, totalmente a ver com tudo. Ainda mais considerando que McLean sempre que deixava uma cidade para a outra sem se despedir das pessoas, só desaparecendo de um lugar para aparecer em outro. Aí quando ela sai de uma cidade antes de Lakeview, ela deixa para trás um ‘rolinho’ e ele vai e pergunta para ela através de uma rede social, “O que aconteceu com o adeus?”. No final do livro, ela descobre o que aconteceu com ele. Só que eu nãããão vou contar.

Comoooooooooo vocês devem ter percebido, eu AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI o livro!

Teve momentos em que eu gargalhava sozinha, outros em que eu queria chorar, ou que queria entrar no livro e dar um tapa na cara da McLean e berrar “ACORDA SUA LESA!”. Mas no final, eu tive muito o que pensar sobre o livro, ele é lindo, tocante e maravilhoso. O tipo de livro que em momentos super banais você vai parar e vai lembrar, ou então vai acontecer algo com você que lembra o livro. Esse livro é perfo! A Sarah Dessen é diva perfa!

Nota um zilhão para ele.

Ah, e um detalhe é a capa, que além de ser linda, também é totalmente diva sendo verde limão.

Parabéns Sarah Dessen por mais um livro master! E parabéns iD pela publicação dele no Brasil.

Beidjo da Mads.

Obs: o titulo do post tem tudo a ver com o livro e abreviações que existem nele. Esta no caso significa O Céu Está Caindo OCEC, e o pai de McLean vive usando com ela, como um código sobre situações tensas.

Advertisements

almost heaven…

Ser uma adolescente é algo complicado, mas a melhor época para isso é o verão… aaaaah o verão! O problema é quando sua não tão amiga aparece no mesmo lugar que você… ai as coisas podem sair um pouco do sonho de verão.

Inside Girl (#03)

Problemas no Paraíso

J. Minter

Preço sugerido: R$ 32,90
264 páginas
14,00 x 21,00
330 gramas
ISBN: 9788516081591

Depois de um semestre em que rolou como água entrando pelo ralo,
Flan está mais que precisando de umas férias na praia. Calor, chalé especial para ficar só com as amigas, garotos malhados… um verdadeiro paraíso! Mas quando Flan descobre que sua arqui-inimiga, Kennedy, vai tomar smoothies de manga na mesma praia que ela, suas férias de sonho ficam mais com cara de pesadelo. Finalmente Flan sabe por que teve de fugir de sua escola particular para estudar no Stuyvesant. Este é o terceiro volume da série Inside Girl que deveria se chamar “De férias com o inimigo”!

Sobre J. Minter

J. Minter cresceu em Nova York e freqüentou a Universidade de Columbia. É o autor das séries Inside Girl e Insiders, sendo a última sobre os popularíssimos irmãos de Flan Flood.

Mais aventuras de Flan e suas escudeiras, o que será que irá acontecer dessa vez? Vish… super curiosa aqui!!  Esse é o terceiro livro da série, o primeiro é o Inside Girl, segundo; Inside Girl: A coisa mais docenos titulos review deles!

iD, capa linda!

AVISO: o livro já está em pré-venda na Saraiva corre lá

Beidjo da Mads

Adios?

“You say goodbye, and I say hello…”

Não me perguntem o motivo, mas logo depois que li a sinopse do novo lançamento da editora iD, essa música me veio em mente.

O que aconteceu com o adeus

Sarah Dessen

Editora iD

Preço sugerido: R$ 43,90
424 páginas
15,00 x 22,50
970 gramas

ISBN: 9788516081720

Dois anos, quatro cidades diferentes. A vida de Mclean anda assim. Mclean não se importa com isso. Cada nova cidade é a oportunidade de mudar e de tentar ter outra persona. Cada local diferente traz uma oportunidade para ela se reinventar. A garota insolente e alegre. A rainha do drama. A menina disposta a agradar a todos. Desde o divórcio complicado dos pais, ela e o pai se mudam muito, deixando o passado infeliz para trás. Mas o que ocorre aqui em Lakeview, onde ela vem criando raízes,fazendo amigos e apenas tentando ser alguém que ela não é há muito tempo: ela mesma? Teria Dave algo a ver com isso? Ele é a pessoa mais sincera que a Mclean já conheceu. Mclean precisa de tempo, antes que esteja na hora de mudar-se novamente. Tempo para conhecer Dave de perto…ou para confirmar que perdeu a fé nos relacionamentos entre as pessoas.

Sarah Dessen:

 é uma das autoras mais populares entre os jovens. Todos os seus cinco livros mais recentes ficaram entre os mais vendidos pelo New York Times, incluindo A caminho do verão. Seus primeiros dois livros, That Summer e Someone Like You, foram transformados no filme How to Deal, com Mandy Moore. Seus livros são regularmente indicados como os Melhores Livros para Jovens Adultos pela American Library Association. A autora se formou pela Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, onde reside com o marido e a filha.

OMG! todossurtam! Eu adoooooooooooooooooooooooooooooooooro os livros da Dessen, como o A caminho do verão clique no nome e veja a resenha. 

Acho ela uma fofaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, a escrita dela é SUPER divertida, usando temas cotidianos, que pode acontecer com qualquer pessoa, adolescente, ya, enfim… é quase real tirando a ficção dos livros… oi?! Então… corram para as livrarias! Ainda não estão lá, mas na Saraiva já tá em pré-venda! e eu miimimimimiimi, vou ali no canto chorar!

Beidjo da Mads.

XVI !

É com muita honra, prazer e felicidade que eu venho anunciar uma aquisição da Editora Pandorga.

Tive a oportunidade de ler o livro e assim posso afirmar que em minha opinião ele é MEGAAAAAAAAAAAAAA ÓTEMO!

rufem os tambores!

Com vocês….

 

XVI – Julia Karr

Chicago, 2150.

Nina Oberon vive em um mundo de aparências. Existem castas que dividem a sociedade, e estar abaixo delas não é admissível. As pessoas pensam conforme a Midia, e agem assim também. Garotas de dezesseis anos recebem uma tatuagem com os números romanos representando a idade, XVI, e assim declaradas mulheres em outras palavras, pronta para o sexo. Garotas de castas mais altas tem mais opções, já as de castas mais baixas tem de seguir o sistema. Algumas não se importam com o significado disto tudo, as sex-teenth, adorando serem objetos de desejo. Outras temem o resultado que o XVI pode ter em suas vidas. Nina é uma delas.

 

O pai de Nina morreu no dia do seu nascimento, pelo menos é isso que todos alegam. Nina vivia em Chigaco até que o namorado de sua mãe foi transferido para Cementville, uma cidade próxima. A mudança afastou Nina de seus avós pais do pai, e causou uma queda na casta delas. Ed, o namorado da mãe, é um Seletor. Ou seja, ele seleciona garotas que vão participar de um programa desenvolvido pelo Conselho Governamental, o FeLS. Este programa é a esperança de garotas que são de castas mais baixas, que esperam subir de vida. Nina não.

A vida da Nina se transforma de maneira drástica em um dia.

Era um feriado, Nina e sua melhor amiga foram para Chicago para se encontrar com amigos de Nina, da época em que ela morava em Chicago. Na rua tem as propagandas chamam todos a entrar em estabelecimentos, ditam as novas modas, até que acontece o silencio, as pessoas começam a ficar agitadas afinal isto provavelmente é coisa da Resistência. Assim que tudo volta ao normal, Nina segue com Sandy o trajeto que elas devem fazer. Assim que elas se encontram com os amigos, Nina percebe que um deles, Derek, começa a agir como se nutrisse sentimentos por ela, a deixando desconfortável. Nina precisa de espaço e decide ir dar uma volta sozinha, indo para um parque onde ela ia com a mãe quando ela morava em Chicago.

No parque ela ve três rapazes batendo em um mendigo, sem conseguir se controlar ela berra fazendo com que eles parem e ao mesmo tempo ela mostra o pulso nu, sem tatuagem. O que ela não imaginaria é que o mendigo era um garoto, um garoto que irá mudar a vida dela, um garoto que vai começar a derrubar barreiras nela, aquele com quem ela vai poder contar e irá se aproximar, muito. Sal.

Se o dia teve inicio nas mudanças de vida de Nina, a noite irá terminar de transforma-la. Enquanto Nina cuida de sua irmã, ela recebe uma ligação da policia que sua mãe estava no hospital, quando elas chegam a encontram em uma maquina que mantem a pessoa viva por algum tempo a mais, para que possa se despedir se sua familia, ou responder a alguma questão importante, a maquina do Infinito. Uma maquina que é usada somente com castas mais altas ou em questões do Conselho Governamental. Mesmo estranhando Nina aproveita a chance de se despedir de sua mãe que faz um pedido estranho, que ela entregue um pequeno album para o pai dela. O pai que estava morto.

Aí começa a busca por ele, Nina acaba se vendo correndo perigo e sendo perseguida. Sua mãe havia comprado o contrato do FeLS, a salvando do programa até que quando está morando em Chicago com os avós e a casa é assaltada, e o contrato é levado. Seu aniversário de dezesseis anos está chegando, e sua liberdade depende deste contrato.

 

Certo, esse livro é viciante. Impossível de largar. A trama criada pela Karr é muito bem pensada, deliciosa de se ler, além de muito interessante.

A forma com que ela retrata a crueldade do sistema, a manipulação de pensamento, a indução na forma de agir, é muito bem colocada. Algumas pessoas talvez achem que ela exagerou um pouco na questão da forma de pensar da Nina em relação ao sexo, mas se for para ser como é retratada em algumas partes do livro, eu concordo com a forma de pensar da Nina. Puritana? Talvez. Mas acredito que seja mais uma questão de respeito.

Amei o livro! Amei mesmo!

É um distópico futuristico que com certeza estará em minha prateleira.

Em Janeiro de 2012 sai a continuação, Truth.

E quem sabe não rola uma surpresa com a Julia Karr por aqui.

Parabéns Pandorga por esse livro absolutamente maravilhoso.

Esperamos ansiosos pelo lançamento do livro! E pelos outros anunciados! EU TO SURTANDO AQUI!

 

Beidjos

 

Mads.

Teen Wolf!

Desde quando somos crianças escutamos lendas e mais lendas, mitos urbanos, contos para nos assustarem. Seja o que for, alguns são clássicos, vampiros, demônios, monstros, lobisomens.

Esses seres da fantasia urbana ou não urbana estão presentes sempre, seja através de livros, filmes, seriados, nos encantando. Alguns são maus, outros bons, e tem os indefinidos também claro.

Enfim… depois de Vampire Diaries, com seus vampiros, é a vez de um lobisomem ou melhor, dois.

 

TEEN WOLF

A história é baseada em um filme dos anos 80. E o seriado conta a história de Scott. Começando do começo…

Era uma noite próxima a lua cheia e Scott estava em casa, preparando tudo para o primeiro dia de aula, quando ele escuta um barulho estranho no quintal. Cautelosamente, Scott vai ver o que é com um taco de baseball na mão e se depara com seu melhor amigo, Stiles, que vem com a noticia mega quente de que foi encontrada um corpo na floresta da cidade, ou melhor, metade de um corpo.

Os dois vão a floresta atrás da metade do corpo, mas o pai do Stile, o delegado, quase pega os dois no flagra. Scott fica para tras na floresta sozinho, quando de repente diversos cervos passam enlouquecidos por ele, que perde a bomba da asma. Assim que a situação se acalma ele resolve procurar a bombinha, porém ele encontra o corpo, e o lobo. Ele é mordido.

Enfim, o resto vocês podem imaginar, ele fica poderoso, forte, rápido, ve melhor, escuta melhor e bla bla bla. Claro que tem o romance meio impossível dele e da Allison, a aluna nova.

Certo, adorei a trama, o Scott, Stiles e Derek. Amei o dog que é salvo. Os efeitos especiais não são tuuuudo aquilo, ficou meio trash, mas um trash cool.

Resumindo, curti bastante e a trilha sonora colaborou, pena que não identifiquei as musicas. Chora Vou acompanhar o Scott e o Derek.

Obs: se alguém descobrir as musicas, por favor me passem por email. Obrigado.

Beidjos

 

Mads.