Blog Archives

Choices!

Ser Dana, não é nada fácil. Ser Dana é ter diversos segredos, alguns não tão importantes, outros muito importantes. Ainda mais considerando que um desses segredos, foi uma negociação para que o cara que você gosta seja libertado de uma gang da pesada de Faerie.

Se vocês acreditavam que na continuação de Glimmerglass, Dana iria ter um pouco de descanso e chance de respirar… pense de novo e prenda a respiração para aguentar tudo o que vem por ai.

Shadowspell

Fairiewalker triology book 02

Jenna Black

Editora: Universo dos Livros

Magia, ilusão, ameaças…

Dana descobrirá o preço da liberdade

O reino de Avalon nunca mais será o mesmo. Um grupo de caçadores bárbaros liderados pelo poderoso Erlking está a caminho do reino e promete causar a destruição total do único lugar em que humanos e feéricos convivem em harmonia.

Porém, nem tudo está perdido. Dana Hathaway, uma faeriewalker com a capacidade rara de viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia ao reino de Faerie, é obrigada a selar um pacto sombrio com o Erlking, que pode colocar a perder todos os seus poderes, deixando-a vulnerável perante um inimigo sedutor.

Magia, sedução e muito suspense estarão presentes na vida de Dana, que nunca mais será a mesma…

“O ar se tornou denso ao meu redor, mais difícil de respirar, e mal consegui conter a vontade de esfregar os braços para dissipar o formigamento. Era como se patinhas de ratos estivessem subindo e descendo pela minha pele; a sensação estava mais intensa do que nunca. Apesar de costumeiramente eu atingir as notas altas, naquele instante eu patinava, às vezes a voz saía aguda, às vezes grave enquanto eu tentava me controlar.

Eu sabia que aquilo era um progresso. A magia que me cercava estava mais forte do que nunca, e tinha atendido mais rápido ao meu chamado. Agora só restava descobrir como convencê-la a fazer alguma coisa.”

A vida de Dana em Avalon pode não ser exatamente o que ela esperava, e as vezes ela fica em dúvida sobre se foi bom ou não, porém, quando ela pensa em tudo que está acontecendo, em relação a sua mãe, seu pai, amigos. Ela não se arrepende totalmente. Mas como sempre na vida de Dana, nada é tão simples, ela tenta ter um relacionamento amigável com o Ethan, mas é difícil, ainda mais com a atração que existe entre eles, e na maneira que ele faz ela se sentir. Só que, Dana tem medo…

“E se eu soubesse o que era bom para mim, as coisas continuariam desse jeito.”  Dana

Então algo acontece, um grupo de caçadores de Faerie vem para Avalon, e tudo muda. Tudo mesmo. A vida protegida de Dana é levada a novo nível, ela é isolada, e suas sombras intensificadas. Tudo por acreditar que estes caçadores estão atrás dela.

“Era como usar um canhão para matar uma mosca.” Dana

Acontece que esses caçadores são chamados de Caçadores Bárbaros, e liderados por um imortal, que já teve a cabeça cortada e ele somente a colocou no lugar, chamado Elrking suspira e baba.

Voltando a Dana, a “prisão” a qual ela foi submetida não é infalível, assim ela dá suas escpadelas, mas nem todas acabam de uma forma, digamos, muito boa. E em volta a tudo isso, ainda tem o Ethan, Keane, sua mãe e seu pai. E, sem esquecer, o Erlking. Quem acaba manipulando situações para conseguir exatamente o que ele quer, e dando certo. As coisas dão certo para o Erlking, mas não para Dana, nem para o Ethan e Keane.

Ah! E claro, Dana descobre um “segredo” de seu pai, e no momento em que Dana faz uma loucura para salvar Ethan, que como comentei cai nos planos de Erlking e se torna um caçador, ela tenta salvar esse “segredo” do seu pai também. Mesmo com um preço bem alto aí. E, não esqueçam que ainda existem pessoas que tentam matar a Dana.

Isso sem contar com o elemento surpresa dela, que surpreende até mesmo a  ela.

Assim, escolhas feitas, consequências a serem seguidas. A diferença é que certas coisas começam a ser resolver para Dana, e ela passa a enfrentar e viver, não desistindo de ninguém e se dando um chance de ser feliz. Sabendo que aproveitou o máximo.

“Talvez eu não fosse tão realista como gostaria de acreditar.” Dana

Certo.

A continuação das aventuras de Dana são… uau!

O livro inteiro me tirou o folego, e não consegui largar. Ele é cheio de ação, romance, suspense, e Dana.

Em minha opinião a Dana é tão real que dói. Consigo sentir o que ela sente, seus temores, alegrias e desejos. Ela ao longo desse livro vai amadurecendo, tendo de aprender com escolhas erradas e suas consequências. Mas, admiro cada vez mais a coragem desta garota. A vontade e determinação dela.

Alguns dramas dentro da trama se mantem no mesmo patamar, principalmente no caso da mãe dela. Admiro a forma como a Jenna Black está tratando a questão da Dana e sua mãe, que é alcoólatra, e o peso disso na relação entre elas. A vontade e necessidade que Dana tem, em ter sua mãe sóbria, como uma mãe, sendo a madura a responsável. Algo que Dana acaba buscando como um reflexo na relação com o pai. Em outras palavras, Dana quer ser cuidada, quer ter a chance de agir como uma adolescente normal. Até que Dana percebe que algumas coisas só ela poderá cuidar e ser responsável e que as vezes assim é melhor.

Algo que chamou muito a minha atenção no livro foi o amadurecimento do Ethan. Claro que se levar em consideração tudo o que aconteceu com ele durante a trama, é super compreensível, porém ele dá sinais antes, mesmo que em uma tentativa falha. É admirável. Admito que não gostava nem um pouco dele no primeiro livro, agora, comecei a gostar, mas ainda não me convenceu de que ele merece a Dana. Só que ele está no caminho certo, mesmo que como resultado  de acontecimentos não tão agradáveis, é só um passo de uma longa caminhada, e o melhor de tudo, se esforçando para isto.

Já o Keane me surpreendeu, não de forma tão boa. Ele foi um tanto imaturo em diversos momentos,  mas ninguém é perfeito. A Kimber tem seus altos e baixos, mas continua sendo uma fofa que eu adoooro. E obvio, o Finn, continua sendo meu marido lindo e gostoso. LOL

Dois personagens novos me surpreenderam, com sua complexidade e contexto. O Elrking e o Connor. O Erlking é o típico bad-boy delicioso e verdadeiramente perigoso, manipulador que sempre consegue as coisas como ele quer. O Connor, não tem nenhuma fala, mas só a existência dele, e todas as implicações dessa existência, desde sua origem, são suuuuuuper complexas.

A Jenna Black me surpreende mais uma vez com toda a trama, personagens e história. Jenna, sou sua fã! O livro é impressionante e viciante! E para mim, ela criou o vilão mais irresistivel, gostoso, gato, lindo e alpha de todos os tempos!

Agora vou voltar a leitura de Sirensong.

Ah! Antes que esqueça, esta música me lembra a Dana, de diversas formas. Tanto nela com o Ethan, com o pai, com a mãe e com o contexto geral da trama.

Outra coisa, as capas! A Universo está de mega parabéns pela capa brasileira a maior, que é linda demais, e me apaixonei por ela, eu vejo a Dana ali!

Beidjo da Mads.

Advertisements

Vacation Books #01 : Mads

Final de dezembro, férias, natal, ano novo….

Nessa época a maioria das pessoas dá um break e relaxa a mente, e muitas delas aproveitam para ler.

Então, nós do PSL decidimos fazer posts com indicação de livros para ler.

YAY! Um post para cada uma das ovelhas, Mads, Grazi, Pam, Fabers. A Fabers é nova aqui folks! Todoscomemora a chegada dela!

Must Read #01

Mads Books

Não sou uma mega fã de praia, mas admito que ler deitada na rede com aquele ventinho que só tem na praia é algo mega delicia.

As minhas indicações são tanto fantasia, como dramas. Eu vou indicar cinco escritoras e seus livros.

#01 – Simone Elkeles

Acho a escrita dela impecável, e por mais que seja um livro ya, ele é delicioso de se ler e altamente viciante. Daqueles que depois de se ler se tem uma depressão pós-livro.

Quimica Perfeita

Ed. Underworld

Os garotos do instituto Fairfiel, do subúrbio de Chicago, sabem que o lado Sul da cidade e o lado Norte não se misturam. Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o marginal Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos. Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: O amor.
Poderão romper os preconceitos e estereótipos que os separam?

#02 – Sarah Dessen

Eu sou fãããã demais dela, amo os livros dela, que assim como a Elkeles são viciantes. Mas as histórias da Dessen são aquelas que você le e consegue se encaixar em alguma parte, em algum detalhe.

A Caminho do verão

Editora iD

Auden resolve passar as férias de verão em Colby, uma minúscula cidade do litoral, com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal e sua mais nova irmãzinha. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique totalmente demais e conhece Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Junte dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer.

Just Listen

Editora Farol

Depois de ter sido pega com namorado da melhor amiga numa festa, Annabel Green começa o ano letivo sendo ignorada pelo resto da escola. Mas o que realmente aconteceu naquela noite ainda é segredo, que ela não se arrisca a contar para ninguém. Os problemas de Annabel são explicitados pela recusa da família em admitir os próprios problemas: a fissura da mãe para que as filhas virem modelos famosas e Whitney, a irmã do meio, que sofre de anorexia. Uma amizade em Owen, o DJ da rádio comunitária, que tenta constantemente ampliar os gastos musicais de Annabel, fará a tímida jovem a aprender a falar a verdade, doa a quem doer. Ele tem uma missão quase impossível: fazer com que Annabel “Não pense nem julgue. Apenas ouça”

#03 – Jennifer Echols

Segue a mesma linha que a Elkeles e Dessen, são livros que depois que você começa, não consegue mais largar, lindos, deliciosos, únicos.

Longe Demais

Ed. Pandorga

Tudo o que Meg sempre quis foi fugir. Fugir do Colégio. Fugir da sua pacata cidade. Fugir de seus pais, que pareciam determinados a mantê-la presa em uma vida sem futuro. Mas, em uma noite louca envolvendo trilhos de ferrovia proibidos e desafiadores, ela vai longe demais e quase não consegue voltar. John escolheu ficar. Para impor o cumprimento das leis. Para servir e proteger. Ele desdenha a rebeldia infantil e quer ensinar a Meg uma lição que ela não irá esquecer tão cedo. Mas Meg o leva ao limite ao questionar tudo o que ele aprendeu na academia de polícia. E quando ele a pressiona para saber por que ela não se prende a nada, a resposta os levará a um caminho sem volta.

Como fui esquecer você

Ed. Pandorga

Havia muitas coisas que Zoey gostaria de esquecer. Como o fato de seu pai ter engravidado a namorada de vinte e quatro anos. Como o medo de que a cidade inteira descobrisse sobre o colapso nervoso de sua mãe. De como o lindo e temível Doug a insultava na escola. Sentindo que sua vida estava prestes a virar ao avesso, Zoey luta da única maneira que conhece, usando sua famosa atenção aos detalhes para certificar-se de que é a filha, aluna perfeita e namorada do melhor jogador de futebol, Brandon.

Agora um pouco de fantasia…

#04 – Maria V. Snyder

Série : As lendas de Yelena Zaltana

Ed. Harlequin

Esse mundo que a Snyder cria é mágico demais, as aventuras, os acontecimentos, os cenários. É o tipo de livro que, em minha opinião, se deve ler com calma. Se permitir entrar nesse mundo e viver as experiências que ela nos proporciona.

Livro 01 – Estudo sobre o veneno

Quando estava prestes a ser executada por assassinato, Yelena recebeu uma oferta extraordinária. Iria comer as iguarias mais deliciosas, viver em um palácio… E correria o risco de ser assassinada por alguém que tentou matar o comandante de Ixia.

Foi assim que Yelena escolheu se tornar uma provadora de comida. Mas o chefe da segurança não quis deixar nada ao acaso e decidiu lhe dar de comer Pó de Mariposa… Yelena precisa ter doses do antídoto diariamente, mas o tempo passa e aumenta a agonia de morrer por causa do veneno.

Yelena, ao tentar fugir desse dilema começa a passar por desastres. Os rebeldes planejando se aproveitar da Ixia, e Yelena adquire poderes mágicos que não pode controlar. Sua vida fica em perigo novamente, então tem que tomar uma decisão mais uma vez, mas desta vez de conseqüências inesperadas…

Livro 02 – Estudo sobre a Magia

Uma lição sobre lealdade. E uma master class em intriga.
Traição em família, um poderoso assassino serial à solta e a iminência de uma crise diplomática ameaçam a vida de Yelena. Os conflitos em Ixia a obrigam a voltar para Sitia, onde nasceu. Porém, o reencontro com seu clã, do qual estava separada desde que fora sequestrada por Mogkan aos 6 anos de idade, torna-se insípido devido às acusações, por parte de seu irmão, de que ela seria uma espiã.
Ao ser levada para a Cidadela, local em que os magos passam Ensinamentos místicos, Yelena começa a desenvolver sua magia. Logo descobre que seus poderes são maiores do que imaginava, talvez raros. Seria ela uma Descobridora de Almas?
Mas tudo se complica ainda mais com a chegada de representantes de Ixia em missão diplomática. E Valek, espião, assassino e amante de Yelena, arrisca sua vida ao integrar a delegação envolto em mais um de seus disfarces.

#05 – Chloe Neill

Ainda não publicado no BR

Série Chicagoland Vampires

Dentre um vasto mundo de vampiros, que de minha preferencia se destacam os da Richelle Mead, Neill e Frost,  tenho um carinho especial por essa série. Os personagens, as histórias, tudo, é extremamente delicioso, envolvente, viciante.

Book#01 : Some Girls Bite

They killed me. They healed me. They changed me.

Sure, the life of a graduate student wasn’t exactly glamorous, but it was mine. I was doing fine until Chicago’s vampires announced theirexistence to the world-and then a rogue vampire attacked me. But he only got a sip before he was scared away by another bloodsucker… and this one decided the best way to save my life was to make me the walking undead.

Turns out my savior was the master vampire of Cadogan House. Now I’ve traded sweating over my thesis for learning to fit in at a Hyde Park mansion full of vamps loyal to Ethan “Lord o’ the Manor” Sullivan. Of course, as a tall, green-eyed, four hundred year old vampire, he has centuries’ worth of charm, but unfortunately he expects my gratitude-and servitude. Right…

But my burgeoning powers (all of a sudden, I’m surprisingly handy with some serious weaponry), an inconvenient sunlight allergy, and Ethan’s attitude are the least of my concerns. Someone’s still out to get me. Is it the rogue vampire who bit me? A vamp from a rival House? An angry mob bearing torches?

My initiation into Chicago’s nightlife may be the first skirmish in a war-and there will be blood…

Fonte: Site da Chloe Neill

Bônus :

Falando em livro fantasia, recentemente eu descobri uma série que aqui, vai como a bônus.

#00 – Thomas Sniegoski

Série The Fallen

Também ainda não publicado no BR, até onde tenho conhecimento

Bom eu ameeeeeeeeeeeeeeeeeei o primeiro livro.

Um ya de anjos, um pouco mais dark e com um cachorro que fala. Ou melhor, com um dono que entende o que ele fala. Mega indico.

Review do primeiro livro : The Fallen.

soooo,

espero que aproveitem algo da minha lista, se divirtam e tudo mais. Haha 😛

boas férias e see ya.

E claaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaro, desejo a todos um ótimo natal, com um papai noel bem lindo. E um inicio de ano super!

Além de que em 2012 todos possam realizar seus sonhos.

Woof!

Mads

THE Fallen!

Desde criança eu tenho queda por um ser mítico. Anjo. Aí surgiram livros de anjos, eu li não todos, eles me encantavam, porém procurava por algo neles que não havia encontrado, nos ya. Até descobrir… The Fallen.

The Fallen #01

Thomas E. Sniegoski

Aaron era um garoto razoavelmente normal, tinha um trabalho, um cachorro, uma família onde finalmente se encaixou, um carro, e queria um futuro melhor. Faculdade, era o que ele via em seu futuro.

Até que fez dezoito anos. Nesse dia tudo na vida dele mudou.

Ele passou a entender coisas em outras línguas, como quando Vilma ❤ amorzinho dele falava com suas amigas em português sim ela é brasileira :3 e ELE ENTENDEU! Tudo isso depois de uma mega dor de cabeça. Por causa disso ele resolve ir conversar com o antigo psiquiatra dele, que tratava dele na adaptação a nova família e mesmo na época em que ele estava no orfanato. Lá ele conta para o Dr. Jonas que depois de uma dor de cabeça, ele passou a entender  outras línguas, assim, do nada! Como um teste o Dr. Jonas fala com ele em outra língua e depois le algo em latim, e ele entende. Surpreendido, Dr. Jonas comenta com Aaron de que eles deveriam fazer uma série de testes, a fim de investigar o que acontece.

Aaron sai um pouco aliviado, depois do Dr. Jonas comentar que deve ter uma causa para isso. Até que Aaron encontra com um mendigo, que fala com ele em outra língua, só que ele entende como se ele estivesse falando em inglês. Depois disso o mendigo diz que ele é um nephilim, que é meio anjo meio humano. Aaron acha que ele está louco.

Porém algo em relação a essa palavra o deixa curioso, e quando está na biblioteca fazendo pesquisa para um trabalho acaba vendo a oportunidade de fazer uma pequena pesquisa, primeiro nos livros. E é quando Vilma o encontra e ve o monte de livros sobre anjos e acaba se disponibilizando para ajuda-lo na pesquisa. Assim que ela vai embora, ele ve um computador vago e vai dar mais uma pesquisada na internet, e tudo que le o deixa ainda mais confuso.

Mas as surpresas não acabam por ai. Pois Aaron passa a entender o que o cachorro dele fala, o Gabriel (Gabe) aaaaaaaaaaaaaaaaa como eu queria esse poder 😦 . E as coisas passam a piorar um pouco, com Gabe sendo atropelado porque Zeke (o mendigo) jogou a bola dele para fora do parque, e Aaron é obrigado a aceitar esse lado ‘anjo’ nele para salvar seu melhor amigo.

O negocio é que existem aqueles soldados celestiais que consideram sua missão acabar com a escoria, os Nephilins. Além de uma profecia que diz de um Nephilin que será um tipo de milagre, que poderá absolver os Caídos para poderem voltar para o céu.

Enfim, com a vida dele em risco, assassinatos de pessoas inocentes, sequestro do meio irmão dele, uma nova identidade, uma missão, uma possibilidade de um quase romance, lutas, crenças, passado e futuro, é o momento de Aaron escolher entre a luta pela vida ou a morte injusta.

 ufa!

EU AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!

Uma versão um tanto dark dos anjos. Escritos em diversos pontos de vista, Verchiel (vilão), Camael (ex-vilão – atual-mocinho-que-ajuda-Aaron), Zeke (quase-mocinho), Samchiel (ex-caído)… . O Thomas cria uma realidade obscura totalmente surpreendente, super interessante, viciante. Em alguns momentos extremamente cruel, em outros quase esperançoso, em outros real.

O Aaron o protagonista é um ser tão complexo, que é impossível entender 100% algumas atitudes, mas em outras ele é tão claro que chega a doer. A Vilma pouco aparece, só que achei ela meio ‘bobinha’, provavelmente por ela não ter aparecido tanto. O Verchiel é um vilão de primeira, que está cego pelo que acredita ser certo, agindo impulsivamente, mas que para ele é o certo. Camael, era um vilão e depois quando percebeu a crueldade dos atos que fazia, entendeu que ele não tinha o direito de julgar e que iria proteger aquele da profecia. Gabe é um cachorro mega fiel, lindo, fofo, delicioso, engraçado, inteligente…

Eu posso dizer que pela primeira capa, não esperava muito, mas quando vi a capa do pack livro 1+2, meu queixo caiu e minhas expectativas cresceram e muito. Só que o Thomas conseguiu ultrapassar elas com algo que eu não esperava.

Os diálogos do Aaron com o Gabe são hilários, eu ria demais e só pensava em como eu queria ter esse poder e poder conversar com meus cachorros.

Para aqueles que gostam somente de anjos bonitinhos, se prepare. Para aqueles que gostam de anjos como os da Nalini, bom, nem preciso dizer nada.

Realmente recomendo.

MINI SÉRIE x LIVRO

Depois de ler The Fallen, antes de começar o segundo, Leviathan, eu entrei no site do Thomas e descobri a existência de uma mini série de três episódios que pelo que entendi cada episodio resume um livro. Metida como sou fui atrás do trailer dele no iultubiu, e achei o primeiro epi.

Assisti, me decepcionei.

Foi meeeeeeeeeeeeeeeeeeega resumido, muitas coisas alteradas, personagens, cenários. Eu esperava pelo momento da luta, e ela foi tão curta que quando acabou eu estava tipo “foi isso?!”.

Eles tiraram a crueldade do Sniegoski, deixaram menos ‘ácido’, mas aceitável para ser assistido em família. Isso provavelmente por quem adquiriu os direitos, a ABC Family ugh! queria ver como seria se algo como HBO tivesse adquirido.

Mas passa um pouco da ideia.

A série de livros que começou a ser publicada em 2003, teve seu quinto livro publicado em setembro desse ano.

1-      The Fallen

2-      Leviathan

3-      Aerie

4-      Reckoning

5-      End of Days

oldies

The Fallen

Thomas Sniegoski

so…

woof!

Mads.

Lost Girl !

Hey there, muitos sabem que minha série de livros de urban fantasy preferida é a Georgina Kincaid da Richelle Mead. A qual infelizmente irá acabar (#chora), acontece que nesse final de semana descobri um seriado novo, foi lançado em setembro deste ano pelo canal canadense Show Case, que me lembrou tipo DEMAAAAAAIS Georgina.

Lost Girl é um seriado baseado em lendas, que conta a história de um mundo paralelo ao nosso. O mundo dos Fae, seres fantasticos, que é divido em Luz e Escuridão. Mas, o foco principal da série é Bo, uma succubus, ou seja, ela se alimenta da energia vital de humanos. Porém, ela nunca soube o que era, afinal, foi criada por pais humanos, e acabou descobrindo da pior maneira possivel, quando acordou ao lado de um namorado morto.

Ela fugiu, e ficou nessa vida pulando de cidade em cidade. Até que um dia, ela deixou um rastro, e Dyson, outro Fae que é infiltrado na policia, chegou até ela. E enquanto ela sugava a vida da vitima, uma garota que seria vitima de sua vitima presenciou tudo. Bo a salva, mas a vitima, Kenzy, começa a segui-la e insistir em ser sua ‘agente’. Até que Bo é capturada por Dyson e levada para um pequena reunião com o chefe do clã da Luz.

Mas, nada tem de ser simples, logo, a chefe do clã da Escuridão descobre sobre ela, e Bo é submetida a um teste e depois tem de escolher o lado que ela vai seguir. Bo sobrevive ao teste, e para complicar sua vida.. ela não escolhe lado nenhum. (rha!#smartass)

E assim ela, acaba conseguindo liberdade condicional. Não pode se meter nos negocios Fae, até ai Bo acha que está tudo bem. Até que se ve trabalhando como investigadora de casos não muito comuns, solicitada tanto por Faes como humanos, e claro, com sua fiel escudeira Kenzy.

Em resumo, é isso.

Claro que tem romance, Dyson e Bo e blá blá blá, só que não vou encher de spoilers.

Gostei da série, como já comentei me lembrou Georgina Kincaid (só que a Georgie é mais bonita que a Bo. beijo).

O que a torna viciante?

  • Tem mistério
  • Tem ação
  • Tem romance
  • Tem um pouco de comédia
  • Te deixa curioso.

Vale a pena ver, mesmo!

xoxo

Mads.