Choices!

Ser Dana, não é nada fácil. Ser Dana é ter diversos segredos, alguns não tão importantes, outros muito importantes. Ainda mais considerando que um desses segredos, foi uma negociação para que o cara que você gosta seja libertado de uma gang da pesada de Faerie.

Se vocês acreditavam que na continuação de Glimmerglass, Dana iria ter um pouco de descanso e chance de respirar… pense de novo e prenda a respiração para aguentar tudo o que vem por ai.

Shadowspell

Fairiewalker triology book 02

Jenna Black

Editora: Universo dos Livros

Magia, ilusão, ameaças…

Dana descobrirá o preço da liberdade

O reino de Avalon nunca mais será o mesmo. Um grupo de caçadores bárbaros liderados pelo poderoso Erlking está a caminho do reino e promete causar a destruição total do único lugar em que humanos e feéricos convivem em harmonia.

Porém, nem tudo está perdido. Dana Hathaway, uma faeriewalker com a capacidade rara de viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia ao reino de Faerie, é obrigada a selar um pacto sombrio com o Erlking, que pode colocar a perder todos os seus poderes, deixando-a vulnerável perante um inimigo sedutor.

Magia, sedução e muito suspense estarão presentes na vida de Dana, que nunca mais será a mesma…

“O ar se tornou denso ao meu redor, mais difícil de respirar, e mal consegui conter a vontade de esfregar os braços para dissipar o formigamento. Era como se patinhas de ratos estivessem subindo e descendo pela minha pele; a sensação estava mais intensa do que nunca. Apesar de costumeiramente eu atingir as notas altas, naquele instante eu patinava, às vezes a voz saía aguda, às vezes grave enquanto eu tentava me controlar.

Eu sabia que aquilo era um progresso. A magia que me cercava estava mais forte do que nunca, e tinha atendido mais rápido ao meu chamado. Agora só restava descobrir como convencê-la a fazer alguma coisa.”

A vida de Dana em Avalon pode não ser exatamente o que ela esperava, e as vezes ela fica em dúvida sobre se foi bom ou não, porém, quando ela pensa em tudo que está acontecendo, em relação a sua mãe, seu pai, amigos. Ela não se arrepende totalmente. Mas como sempre na vida de Dana, nada é tão simples, ela tenta ter um relacionamento amigável com o Ethan, mas é difícil, ainda mais com a atração que existe entre eles, e na maneira que ele faz ela se sentir. Só que, Dana tem medo…

“E se eu soubesse o que era bom para mim, as coisas continuariam desse jeito.”  Dana

Então algo acontece, um grupo de caçadores de Faerie vem para Avalon, e tudo muda. Tudo mesmo. A vida protegida de Dana é levada a novo nível, ela é isolada, e suas sombras intensificadas. Tudo por acreditar que estes caçadores estão atrás dela.

“Era como usar um canhão para matar uma mosca.” Dana

Acontece que esses caçadores são chamados de Caçadores Bárbaros, e liderados por um imortal, que já teve a cabeça cortada e ele somente a colocou no lugar, chamado Elrking suspira e baba.

Voltando a Dana, a “prisão” a qual ela foi submetida não é infalível, assim ela dá suas escpadelas, mas nem todas acabam de uma forma, digamos, muito boa. E em volta a tudo isso, ainda tem o Ethan, Keane, sua mãe e seu pai. E, sem esquecer, o Erlking. Quem acaba manipulando situações para conseguir exatamente o que ele quer, e dando certo. As coisas dão certo para o Erlking, mas não para Dana, nem para o Ethan e Keane.

Ah! E claro, Dana descobre um “segredo” de seu pai, e no momento em que Dana faz uma loucura para salvar Ethan, que como comentei cai nos planos de Erlking e se torna um caçador, ela tenta salvar esse “segredo” do seu pai também. Mesmo com um preço bem alto aí. E, não esqueçam que ainda existem pessoas que tentam matar a Dana.

Isso sem contar com o elemento surpresa dela, que surpreende até mesmo a  ela.

Assim, escolhas feitas, consequências a serem seguidas. A diferença é que certas coisas começam a ser resolver para Dana, e ela passa a enfrentar e viver, não desistindo de ninguém e se dando um chance de ser feliz. Sabendo que aproveitou o máximo.

“Talvez eu não fosse tão realista como gostaria de acreditar.” Dana

Certo.

A continuação das aventuras de Dana são… uau!

O livro inteiro me tirou o folego, e não consegui largar. Ele é cheio de ação, romance, suspense, e Dana.

Em minha opinião a Dana é tão real que dói. Consigo sentir o que ela sente, seus temores, alegrias e desejos. Ela ao longo desse livro vai amadurecendo, tendo de aprender com escolhas erradas e suas consequências. Mas, admiro cada vez mais a coragem desta garota. A vontade e determinação dela.

Alguns dramas dentro da trama se mantem no mesmo patamar, principalmente no caso da mãe dela. Admiro a forma como a Jenna Black está tratando a questão da Dana e sua mãe, que é alcoólatra, e o peso disso na relação entre elas. A vontade e necessidade que Dana tem, em ter sua mãe sóbria, como uma mãe, sendo a madura a responsável. Algo que Dana acaba buscando como um reflexo na relação com o pai. Em outras palavras, Dana quer ser cuidada, quer ter a chance de agir como uma adolescente normal. Até que Dana percebe que algumas coisas só ela poderá cuidar e ser responsável e que as vezes assim é melhor.

Algo que chamou muito a minha atenção no livro foi o amadurecimento do Ethan. Claro que se levar em consideração tudo o que aconteceu com ele durante a trama, é super compreensível, porém ele dá sinais antes, mesmo que em uma tentativa falha. É admirável. Admito que não gostava nem um pouco dele no primeiro livro, agora, comecei a gostar, mas ainda não me convenceu de que ele merece a Dana. Só que ele está no caminho certo, mesmo que como resultado  de acontecimentos não tão agradáveis, é só um passo de uma longa caminhada, e o melhor de tudo, se esforçando para isto.

Já o Keane me surpreendeu, não de forma tão boa. Ele foi um tanto imaturo em diversos momentos,  mas ninguém é perfeito. A Kimber tem seus altos e baixos, mas continua sendo uma fofa que eu adoooro. E obvio, o Finn, continua sendo meu marido lindo e gostoso. LOL

Dois personagens novos me surpreenderam, com sua complexidade e contexto. O Elrking e o Connor. O Erlking é o típico bad-boy delicioso e verdadeiramente perigoso, manipulador que sempre consegue as coisas como ele quer. O Connor, não tem nenhuma fala, mas só a existência dele, e todas as implicações dessa existência, desde sua origem, são suuuuuuper complexas.

A Jenna Black me surpreende mais uma vez com toda a trama, personagens e história. Jenna, sou sua fã! O livro é impressionante e viciante! E para mim, ela criou o vilão mais irresistivel, gostoso, gato, lindo e alpha de todos os tempos!

Agora vou voltar a leitura de Sirensong.

Ah! Antes que esqueça, esta música me lembra a Dana, de diversas formas. Tanto nela com o Ethan, com o pai, com a mãe e com o contexto geral da trama.

Outra coisa, as capas! A Universo está de mega parabéns pela capa brasileira a maior, que é linda demais, e me apaixonei por ela, eu vejo a Dana ali!

Beidjo da Mads.

About Mads

a bookaholic.

Posted on May 2, 2012, in bookland and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: