Malice

Certas amizades, agregam, ajudam, alegram, outras… prejudicam, ameaçam, magoam… matam.

“Um thriller psicológico e sexy, brilhantemente construído.” – The Wall Street Journal

“Essa trama sobre rivalidade leva a crueldade a novos limites.” – The Independent

“Sentimentos tão eternos quanto universais com os quais todos se identificarão.” – L´Express

Bela Maldade

Rebecca James

titulo orginal: Beautiful Malice

Editora BR: Intrinseca

Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade.

No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada…

Palavras que poderiam descrever sensações e sentimentos que tive enquanto lia:

agonia, tristeza, indignação, raiva, ira, felicidade, mais tristeza e ira, alivio, e uma que eu não sei explicar, é meio que aceitação.

O livro me surpreendeu, me prendeu. Cruel, muito, muito, muito cruel.

Toda a trama me agradou, mas, é como um tapa gigantesco. “Assistir” tudo o que Alice é capaz, foi o pior de tudo, tinha momentos em que eu me obrigava a largar o livro, porque ele fazia com que entrasse tanto na história, que se não largasse, seria algo um tanto cruel comigo. Pensar que realmente existem pessoas capazes de fazer o que Alice fez, me assusta. A palavra que pode defini-la seria auto destrutiva. Tem momentos em que ela rompe tanto com a realidade que acaba fazendo coisas que não machucam só a outros, mas à ela, tudo para conseguir o que ela quer. Vingança, venedetta. Ela é tão liquida, fluida , mudava muito rápido, instável, traiçoeira.

Não, eu NÃO, gostei dela. Minha opinião é que ela é uma usurpadora que usa e abusava das pessoas quando bem entende , uma perfeita vaca que não se importa com ninguém, além de louca surtada, psicopata, que rompeu com a realidade, bipolar, cruel, com um instinto assassino.

Na trama aborda temas, pesados, difíceis, delicados, de uma forma quase homeopática.

A tragédia vivida pela familia da Katherine, marcou tanto ela, que é  necessário uma nova quase tragédia para que todos acordem, despertem e lembrem que a vida não acabou. O que aconteceu foi horrivel, irá ficar para sempre marcado na vida deles, principalmente na da Katherine, mas eles tem o direito de continuar a viver.

Esse é basicamente o principal ponto do livro, o retorno a vida, esse despertar. O qual é focado na Katherine, mostrando toda a luta dela, em tentar aceitar creio que aceitar não seja a palavra correta, pois sinceramente, depois que vocês lerem o livro irão entender que não tem como aceitar, nem compreender o que aconteceu, o máximo que se pode fazer é conviver com isso, mas infelizmente eu não encontro outra palavra que se encaixe aí, compreender o que aconteceu, além da culpa. Carregar a culpa que ela carrega, não é fácil, imaginar todos os “se”s, a forma inicial que ela tem é de se fechar, se proteger. A Katherine pode ter feito muitas escolhas erradas, mas a necessidade que ela tinha de se sentir viva, vinha acima, ela precisava disso. Assim como ela precisava ser uma nova pessoa, deixar para tras aquela garota que ela foi antes da tragédia. Ser uma desconhecida com um novo começo. O passado em segredo.

“… Tenho meus segredos e aprendi que fazer perguntas só serve para me expor ao risco de ser interrogada também. É mais seguro não ser muito curiosa em relação aos outros, é mais seguro não perguntar.”

A forma como a James vai retratando todos os acontecimentos, intercalando, passado e presente, deixa o livro muito compreensivel, claro e lindo. O crescimento da Katherine, seus pais, Robbie, Mick como “pessoas” é nitido, além de ver os surgimento de verdadeiras amizades, o amor, o afeto, eu posso dizer que em minha opinião  é indescritível.  Lindo.

Quando terminei de ler fiquei em um estado de choque, pensando sobre tudo o que a James nos passa ali naquelas páginas, em tudo que ela nos faz sentir. Absurdamente delicioso.

Em algumas palavras…

Cruel. Assustador. Intrigas. Descobertas. Escolhas. Culpa. Chances. Vida. Amor. Ódio. Intrigante. Estigante.

 Um masterpiece.  Um must read.

SUPER indico!

Beidjo da Mads.

About Mads

a bookaholic.

Posted on March 23, 2012, in bookland and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: