Souvenir

Que coisa linda! Pâmela, euzinha, esquecendo de fazer resenha… Final de ano, monte de provas finais, trabalho a mil,festas e mais festas… A vida está corrida pessoal. Mas não é por causa da vida corrida que eu não comecei logo meu trabalho aqui, mas principalmente pela falta de prática, rs. Faz um tempinho, mas vamos lá. Afinal, acredito que seja como andar de bike. Hoje vou falar de um livro especial, que me marcou, me emocionou e principalmente me fez meditar.

Souvenir

Autora: Therese Fowler

Editora: Suma de Letras

ISBN: 9788560280346

Páginas: 384

Sinopse: E se a única pessoa que pode ajudar você fosse aquela cujo coração você partiu?
Quando Meg Powell deixou para trás o amor de sua vida, Carson McKay, para se casar com Brian Hamilton, não imaginava que essa escolha mudaria para sempre o rumo de sua vida. Romance de estréia de Therese Fowler, Souvenir traz a emocionante história de duas pessoas que nunca conseguiram se libertar do passado.
Meg e Carson cresceram juntos. Todos na pequena comunidade em que viviam no norte da Flórida sabiam que eles eram loucos um pelo outro. Mas ao completar 21 anos, Meg recebe uma proposta irrecusável de casamento. A notícia da decisão repentina de Meg deixa Carson arrasado. Para afogar suas mágoas, ele mergulha na carreira de músico.
Agora, quase 20 anos mais tarde, o casamento de Meg caiu na rotina e sua vida restringe-se a cuidar de seu pai viúvo e a administrar os conflitos com sua filha adolescente, Savannah, que a cada dia se afasta mais da família. Já Carson, agora um famoso astro do rock, retorna à cidade depois de um longo tempo para preparar seu casamento com uma mulher bem mais jovem. De volta a sua cidade natal e prestes a dar um passo importante na vida, ele está determinado a continuar mentindo para si mesmo sobre seus sentimentos quando Meg faz uma descoberta que afetará todos a sua volta.
Em Souvenir, Therese Fowler traz uma nova visão sobre a possibilidade de segundas chances, as escolhas ingênuas da juventude, as tensões familiares e o poder da fé e do amor. “O desafio, é claro, foi escrever algo que fosse familiar para o leitor, mas diferente o suficiente para que eu pudesse me destacar. Eu pensei: por que o leitor compraria o meu livro se ele fosse igual a qualquer outro?”

Love is a promise, love is a souvenir,  once given never forgotten, never let it disappear”

“O amor é uma promessa,  o amor é uma lembrança, uma vez concedido, jamais esquecido, nunca deixe que desapareça”  — JOHN LENNON

Comentários: Sinceramente, conheci esse livro através de algumas citações no twitter, aka @livrosecitacoes. E depois de ler essa bela sinopse, que para mim dispensa comentários, por si só ela chama atenção, resolvi lê-lo. Procurei desesperadamente, e finalmente o adquiri. Não me arrependo nem um pouquinho e eu vou dizer o porquê.

Primeira informação, Souvenir é o primeiro romance da autora, Therese Fowler, mas em minha opinião ela escreve como se tivesse escrito mil livros anteriormente, divinamente bem. Quando me informei mais sobre a autora (tenho essa mania quando me interesso muito pelo livro), fiquei boquiaberta por ver que nos conformamos com tão pouco quando podemos ler obras belas.

A história de Meg e Carson, começa de um ponto chave, e o restante do livro vai culminar nas consequências dos acontecimentos anteriores ao início do livro, e principalmente ao acontecimento do prólogo em si. Para ter uma ideia da intensidade, a primeira linha já deixa você na expectativa.

Por amor, faça aquilo que jamais faria.

Passei do prólogo e sobrevivi, e pior ainda, não dormi até terminar o livro – uma madrugada de leitura. rs

Meg e Carson são amigos de infância, mas na adolescência floresce um amor lindo e verdadeiro, capaz de atravessar barreiras extremamente duras. Será mesmo? A coisa começa a desandar quando Meg conhece Brian Hamilton, um cara razoavelmente rico que procura uma zona de conforto para “estacionar” a própria vida. E ele vê em Meg o que quer, a imagem de esposa devotada e ao mesmo tempo independente. Então, quando Meg anuncia o casamento com Brian, termina o relacionamento com Carson e a vida dele vai por água abaixo, Therese Fowler nos presenteia com uma linda e bela trama literária que nos faz viajar num mundo que poderia muito bem se encaixar na história de qualquer pessoa. As mensagens são bem baseadas no cotidiano, aborda desde o casamento, namoros de diversas óticas, a maneira como os pais lidam com a adolescência, o próprio comportamento adolescente, as desilusões, as escolhas que se faz durante a vida, etc. Afinal, quando se faz uma escolha errada, sempre podemos ter uma segunda chance, não é?

Ponto positivo para a maneira como as histórias secundárias não caem, no que eu chamo de, armadilha das folhas puladas, porque a autora sabe muito bem chamar atenção para os demais personagens, como a filha da Meg e do Brian, a adolescente Savannah, o próprio Brian, se olharmos pelo viés da objetividade, entendemos um pouco a ótica dele diante da vida, a família da Meg, e todo o universo de Souvenir. Enfim, Therese, faz chorar, pensar, sofrer… E principalmente, nos cativa com a leitura gostosa recheada de momentos emocionantes neste livro. Se eu tivesse que dar uma nota, com certeza seria nota MÁXIMA. E nem preciso falar que é eu SUPER recomendo o livro.

Trechinhos para vocês:

Meg terminou de se vestir, esmagada pelo arrependimento, mas ainda ousando sonhar que levaria uma parte dele consigo, se Deus ou o destino permitiss em. Ela se aproximou dele e tocou-lhe o braço. Carson se esquivou do toque.

— E melhor que você vá embora — retrucou, voltando-se. Seu rosto agora também estava fechado. Ela não deveria estar abalada, tinha previsto isso, toda a fúria dele, todo o seu rancor, a frieza do olhar inflexível. Mas, ainda assim, sentia-se devastada.

— Certo. — Meg não se permitiria chorar.

— Mas ouça, deixe-me lhe dar isto — Carson pousou a mão em seu queixo e se aproximou, beijando-a com lenta deliberação, beijando-a com tanta paixão e graça que ela já não podia conter as lágrimas. Por fim, ele a empurrou e disse: “Vejo você no inferno.”

Sem pensar, ele beijou sua boca doce e colante de picolé de laranja. O primeiro beijo de verdade entre os dois. Quando ele se afastou, ela abriu os olhos e meneou a cabeça, receptiva. Se ao menos tudo tivesse continuado daquele jeito…  Sentado no sofá de dois lugares, Carson estendeu as pernas e esperou ouvir a porta se abrindo e fechando, e dois rangidos reveladores nas escadas. Esperou até que o sol desaparecesse sob o batente da janela, e finalmente apoiou a cabeça nas mãos e chorou.

 

Não é lindo, gente? Leiam. Prometo que não vão se arrepender. Beijos, até a próxima! o/ #rebola

About Pâmela

Casada, economista, apaixonada pelo setor público, feliz. E à procura de um emprego :D

Posted on December 28, 2010, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 8 Comments.

  1. Nossa, esse livro realmente é muito lindo!

    também li ele em um só dia.. Perfeito
    chorei muuito também,
    e amor entre a Meg e o Carson é lindo.

    Também recomendo a leitura!

  2. Primeira? Hope so.

    Então, ameeeeeeeeei *-* Sinto que vou chorar lendo esse livro(chorei só por saber que o V trai a Jane em IAN, mas né) e é tudo sua culpa, Pampers! Se eu usasse lencinhos de papel você que ia pagar, tá? -N Sorte sua q eu n uso, humpf.
    Enfim, amei a resenha e quero muito ler o livro *-* Aonde eu acho ele na Alemanha, meu Deeeeeeeeeeus?

    Ps.: Sabem se alguém já fez resenha de ‘Olhos de Menina’? É um dos meus livros favoritos de todo o sempre *-*

    Beijos

  3. Ain, Pam!! Só de ler sua resenha e ler esses trechos já estou chorando…pq. vc fez isso comigo?? Agora preciso ler esse livro também!! Juro que vou enlouquecer e falir!!

    =´S

  4. ai que saudades de vcs minhas sheepies😀
    Pam resenha ultra mega linda *_*
    Quem sabe eu não leio agora nas férias.

    beijooo

  5. Estou visitando o blog pela primeira veze já me emocionei…rs
    Adorei a história. Mais um pra minha lista!

    bjs

  6. Nossa gente cada resenha de livros , uma mais linda que a outra , to começando a fazer lista pra ler a maioria dos livros que vcs comentam . To achando que eu vou gastar uma fortuna depois que eu comecei a entrar no blog de vcs !!!:D
    Eu fiquei apaixonada por livros depois que eu vi a minha irma e minha melhor amiga sempre gastando suas tardes pra lerem livros, ai uma vez quando fui na livraria com minha irma acabei comprando um livro que me chamou a atençao, e depois da quele dia sou apaixonada por livros.
    PS: Adoro o blog de vcs ! BJS

  1. Pingback: Tweets that mention Souvenir: Que coisa linda! Pâmela, euzinha, esquecendo de fazer resenha… Final de ano, monte d... at -- Topsy.com

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: